terça-feira, março 24, 2009

Il Postino


Às vezes penso que gostava de ser imortal para poder ler todos os livros que quero.. os clássicos e todos os novos que me parecem ser interessantes.. o mesmo em relação ao cinema.. tantos filmes que ainda quero ver.. e a lista é cada vez maior porque não param de "nascer" novos que me suscitam a curiosidade.. e sim, o mesmo se passa com tantas situações e experiências que ainda quero viver.. saltar de pára-quedas, Bungee jumping, mergulho, ir à Índia, escrever um livro.. ser pai? já foi um sonho, hoje não é..


Felizmente isso não é possível, pois retiraria a magia da vida..
ou não.. he he
O que é que achas ?

Ontem vi mais um dos filmes que há muito constam da minha lista "Must See".. "Il Postino" ou "O carteiro de Pablo Neruda".
Um filme "à Carlos" como disse o meu amigo Rui Macedo, daqueles bem simples, sem efeitos especiais, com poesia, com sentimento..

Achei particularmente curioso o facto de Philippe Noiret, o Pablo Neruda no filme, ser muito muito parecido com o verdadeiro poeta..
Adorei a interpretação do sr. carteiro, Massimo Troisi, simplesmente magnífica, fazendo até pensar se ele não será assim mesmo na vida real..?


A poesia de Pablo Neruda é das minhas preferidas, e em sua homenagem deixo aqui um poema muito especial para mim..



Talvez

Talvez não ser,
é ser sem que tu sejas,
sem que vás cortando
o meio dia com uma flor azul,
sem que caminhes mais tarde
pela névoa e pelos tijolos,
sem essa luz que levas na mão
que, talvez, outros não verão dourada,
que talvez ninguém
soube que crescia
como a origem vermelha da rosa,
sem que sejas, enfim,
sem que viesses brusca, incitante
conhecer a minha vida,
rajada de roseira,
trigo do vento,

E desde então, sou porque tu és
E desde então és
sou e somos...
E por amor
Serei... Serás...Seremos...

Pablo Neruda

Continuação de uma semana cheia
de momentos bons e coloridos !!!

27 comentários:

Salto-Alto disse...

Eu adorava poder ver todos os filmes clássicos e ainda mais, poder ler todos os clássicos! Temos isso em comum!

Obrigada e uma ÓPTIMA SEMANA!

Gingerbread Girl disse...

Li o livro e vi o filme... =)


Muito bonito de facto... mais o livro que o filme, como é hábito.


kiss*

korrosiva disse...

Imortal???
Não te chegava ser tartaruga? Já minhas muito tempo por tua conta ;))

beijinhossss
Um dia feliz cheio de cor! ;)

Daniel Silva disse...

Infelizmente o actor morreu pouco tempo depois de o filme ter estreado :(

Também gosto desse tipo de filmes simples mas intensos.

Já vi que és de desportos radicais. Mas também penso que ha muita vida, muita coisa, para tao poucos anos de existencia do ser humano... Em 80 anos (calculando, vá, uma esperança média de vida) nós nao vemos nada, nao lemos, nada, nao vivemos nada... Até porque existe uma fase antes e depois da chamada vida activa que acaba por nao contar completamente...

Há tanto mundo e temos tao pouco tempo...

Aquele abraço

Daniel

Myosotis disse...

Infelizmente desses todos ainda só consegui ver "O Carteiro de Pablo Neruda" que é fantástico, pois tal como tu também precisava de duas vidas para conseguir fazer tudo o que quero :D

Ser pai já foi um sonho e hoje já não é?! Então porquê? Segundo sei ainda só tens 31 aninhos!! Ainda vais mais que a tempo ;)

**Beijinhos**

Karochinha disse...

Que revelação tão íntima, sabes, a desejar ser imortal, teria de desejar também que houvessem mais como eu, não achas que seria uma existência muito só? Quanto a todas as situações que ainda não viveste, tem calma, espera com paciência, acabarão por acontecer e nessa altura nem vais acreditar que já está vivido! A Magia está mesmo em tirar o máximo partido de todos os teus momentos, porque são todos especiais à tua maneira!

Já vi este filme e sim, adorei e no outro dia a ver um filme lembrei-me logo de ti....não sei se já viste "The White Countess" (A Condessa Russa) com o Ralph Fiennes e a Natasha Richardson...
Bem! Que grande comentário...sorry!

Beijocas alegres

Lidia Guedes disse...

Ser imortal era perfeito! Então para mim que tenho mania dos perfeccionismos e sede pelo conhecimento. Dispenso totalmente os desportos radicais, agora ir à Indía... é já hoje? Livro... sim já pensei nisso! Um livro de fotografia com poesia ou reflexões :) Ser pai... ser mãe... às vezes quer-se muito, outras quer-se menos. Um dia vais sonhar com isso novamente!

Parece-me que ser imortal não retiraria magia da vida, mas tinham de exitir regras :p

Não conheço o filme. Gosto "E desde então, sou porque tu és
E desde então és
sou e somos...
E por amor
Serei... Serás...Seremos... "

A semana começou bem por isso acabará ainda melhor;)

Beijoooooooo

Karlytus disse...

Salto-Alto: todos?? ena tantooos! lol
beijinhos e uma semana feliz!

Karlytus disse...

Gingerbread: os livros sao sempre mais completos.. diferentes.. n necessariamente melhores.. sao coisas diferentes.. ;)

beijinhoooooos! :)

Karlytus disse...

Korrosiva: tartaruga?? 200 anos é?? hum.. ok.. parece-me bem.. mas tinha q ser "Genial".. adoro mexer-me bem.. looooool

beijinhos azuis e contentes!

Karlytus disse...

Daniel: n sabia.. mas fez um excelente trabalho..

concordo ctg.. 80 anos é tao pouco.. por isso há q aproveitar tudinho.. até ao tutano! :)

grande abraço!

Karlytus disse...

Myosotis: n é pelos 31 anos.. é pelo q já vivi.. cada vez mais acho q daria um optimo pai porém cada vez menos o quero ser..
antogónico? sim, sou! lol

beijoooooos! :)

Karlytus disse...

Karochinha: Amiga, é sempre um prazer ler os teus comentários e qt mais extensos melhor! :)

qt ao q dizes, concordo ctg a 100%!! ser imortal sozinho seria uma penitencia enorme..

qt ao filme "A condessa Russa" nunca vi mas está na lista e agora subiu uns lugares graças a ti..

Obrigado.. :)

Um beijinhooooo enorme pra ti e continuaçao de uma semanita mtaaaaaa feliz!!

Karlytus disse...

Lídia: Tb sou perfecionista.. o q nem sempre é bom.. ;)
sou de extremos.. desportos radicais e meditação no oriente.. a vida tem tanto para dar.. tanto.. qt à Índia.. por mim era já!!! :)

Sim, este poema é lindo.. lindo..


Beijinhos azulis! :)

Alguém disse...

por acaso não penso muito na vida como finita. À medida que as coisas aparecem, vou vivendo. Não tudo de uma só vez porque isso seria de mais. Mas aproveitando. seleccionando, também.
Para já não tenho muita queixa. É inevitável querermos fazer um montão de coisas e não podermos, por uma infinidade de motivos. Mas devemos ir vivendo... :) É o que eu acho...

beijinho e uma óptima semana para ti :)

iAna disse...

sem dúvida uma boa razão para ser imortal..!

tb queria..!

bj

Sophie disse...

Eu também queria poder ler todos os clássicos...e ver todos os clássicos também...nisso estamos de acordo!

sonhos/pesadelos disse...

eu ando com o sétimo selo atrás, e estou a gostar muito!
bjs azulinhos

Karochinha disse...

Esqueci-me de comentar o poema e sobre a Índia, agora atura-me!

Esse poema foi escolhido a dedo e acho que vou adopta-lo se não te importares, é lindo e transmite muito daquilo que um dia senti!

A Índia, nem calculas o fascínio que esse povo tem em mim, é os cheiros e as cores, a cultura, o País, eu acho que já vivi uma vida lá, atrai-me de uma forma que não sei explicar e tudo o que se relacione com meditação, alimentação e etc, porque são muitos etc. Já convivi de perto com alguns indianos e fiquei fã da forma como são educados, os valores e as tradições e o respeito imenso que têm pela sabedoria dos mais velhos!

Quando fores lá, traz-me uma lembrança!!! (cheia de cores)

Beijocas

Karlytus disse...

Alguém: ora aí está uma bela filosofia de vida.. ;)
mto bem dito.. espero q vivas de acordo com o q escreves.. ;)

beijinhos com sol!

Karlytus disse...

Karochinha: é um prazer aturar-te! :)

e olha q entao noutra vida devemos ter sido irmaos ou visinhos.. tb me sinto mto atraído por toda aquela vida..

tá prometido.. e olha q sou uma pessoa de palavra.. ;)

Beijinhos com mtas cores e cheiros!! :)

pepita chocolate disse...

Também eu adorava ter tempo para muitas das coisas que tu aqui salientas. Mas o tempo é curto para tanto ou eu aproveito-o mal...sei lá!

Quanto a poemas de Pablo Neruda, comecei a descobrir à pouco empo.Tenho um lindíssimo no meu blog, O Cartas para ti! Adorei-o que o tive de por lá!

Beijoca!

Andr3 disse...

Deixa-me dizer-te que não gosto muito de poesia; mas esta é daquelas que se lê e sente muito bem. Cai bem, digamos ..:) simples e coerente.

Quanto á ansiedade em relação a todos os livros, filmes e actividades por fazer, ler e ver.. calma! :) Compreendo totalmente essa vontade e força de viver..mas somente vais conseguir saborear tudo, com tempo e com o facto de fazeres as coisas com um pouco de coerência. No entanto..so temos uma vida..:)..compreendo-te totalmente!
Qto ao "Pablo Neruda", n vi o filme, mas tenho o livro p ler.. Só vi a peça de Teatro que a Companhia de Teatro de Almada protagonizou ha uns anos..e gostei!

Um Abraço..boa semana, e boas ideias ;)

Mimo Azul disse...

Li "O carteiro de Pablo Neruda" há pouco tempo! Gostei!!!! Mas não vo o filme...

Tens de tratar de alguns desses desejos! Tira um dia e vai dar esse salto :)

bjcaaaaaaaa azul

Karlytus disse...

pepita..: aproveitas mal?? entao toca a mudar!!! :)
Pablo Neruda é mto mto bom.. :)

beijokas pra ti!

Karlytus disse...

Andr3: oi amigo! este poema é realmente magnifico..

sim, tenho q ter calma, até pq o meu tempo está sempre contado e nunca chega pra tudo o q quero..

qt a teatro.. adoro.. agora fiquei com saudades.. lol

grande abraço amigo!

Karlytus disse...

Mimo azul: tens razao.. começar a elimina-los um a um.. lol

Beijiiiiiiiiiiinhos!