terça-feira, outubro 06, 2009

Pra sempre..??


“Tudo muda excepto a mudança” , Heráclito de Éfeso

E se assim é porque é que me pediram para escolher a minha profissão quando ainda era adolescente?

E se tudo flui, como é que posso casar e jurar que vou amar aquela pessoa para sempre?

E como poderei defender esta ou aquela causa e ponto de vista sem ter receio de um dia me contradizer (não isto não pretende ser uma “boca” para nenhum político.. até porque detesto política..)?

E se não digo “Sim, vou amar-te pra sempre!” (mesmo sabendo que todo o amor do mundo pode não ser o suficiente (parece aquela música dos Naifa..)) sou acusado de o não querer ou sentir.. o que não é necessariamente verdade..

E se não defendo uma cor (vermelho, rosa, laranja, azul.. etc) dizem-me que não tenho carácter nem ideais..

E se hoje quero ser músico, amanhã pintor e pra semana realizador de cinema acusam-me de ser infantil e não saber o que quero.. desnorteado e perdido.. (estou a ser meiguinho na escolha dos adjectivos..)

É que uma coisa é a teoria.. aquilo que “fica bem dizer” neste ou naquele momento, outra é ter a noção da volatilidade da vida e das suas vicissitudes..

É por isso que defendo o Carpe Diem.. porque no fundo, nunca poderei ter mais do que o presente.. e mesmo esse “escorre-me” por entre os dedos..

Quando gosto digo: “Gosto!” Não digo, vou gostar pra sempre.. o mesmo se aplica a tudo o resto..


Não é fácil viver assim.. mas é assim que para mim a vida ainda faz algum sentido..

Se vou pensar sempre assim?

Ora, mas é claro..

que não sei!!!

Não “ouviram” o que acabei de dizer?? J

Bom, agora vou até ao meu piano e com ele “voar” até longe.. bem longe..

Um resto de semana bem azul..


PS: obrigado a todos e todas (pareço o Carlos Carvalhas não acham? He he) pelas palavras de carinho e incentivo à minha escrita aqui, no meu “sótão”.. desculpem a minha ausência dos vossos “cantinhos”.. é minha intenção (agora.. lol) visitar-vos porém o tempo é cada vez menos pra tudo o que se quer.. ou será que se quer demasiado hoje em dia?? Bom, isto daria outro post.. ;)



17 comentários:

Myosotis disse...

"Triste não é mudar de ideia. Triste é não ter ideia para mudar. Francis Bacon"

Será que existe alguém que poderá dizer com toda a certeza: Sim, é para sempre? Sim, vou pensar assim e gostar assim para sempre? Eu também não consigo e não acredito nos que dizem que conseguem. Construímo-nos a cada instante, aprendemos a cada instante, conhecemos novos pontos de vista a cada instante, mudamos a cada instante... o que fui à 5 anos atrás não é o que sou hoje e ainda bem :)

**Beijinhos**

Karlytus disse...

Nem mais.. somos feitos de tudo o q vivemos.. as coisas boas mas também as outras.. as que nos ferem e magoam mas que nos calejam a pele e nos exigem que nos tornemos mais fortes..

ainda bem q mudamos.. claro q em alguns aspectos.. e , espera-se, pra melhor.. ;)

Um beijinho azul e obrigado..

Graça Pereira disse...

Karlytus:
Que saudades! Meu querido, eusou tão tua seguidora que, até comprei o livro "O que falta ao tempo"!!! Ainda não o começei a ler precisamente porque me falta tempo!!
Mas depois digo-te se valeu a pena ou não seguir o teu conselho.
Gostei do que escreveste e é o que eu faço últimamente "um dia de cada vez" e consigo fazer do meu dia um compartimento completamente estanque. E não é que o dia me rende muito mais?
O que vais tocar? Sabes que eutambem aprendi piano? Ficou por lá, como muitas outras coisas.
Mas quando vou a casa do meu irmão (que tem um) desforro-me!!
Fica bem e um beijo Graça

Karlytus disse...

Graça: assim deixas-me sem.. graça-- lool

a sério, obrigado pelas tuas palavras.. :)

eu nao sou grande músico.. mas gostava de ser.. e é uma das coisas q quero nos próximos tempos: voltar para as aulas de piano.. agora vou tocar músicas minhas.. são as q mais me fazem voar..

um beijinho azul

Sophia disse...

"Nada na vida é para sempre. Nem a própria vida!"

Sad but true. A vida muda a cada instante. O que é hoje, não é amanhã... Tudo passa. Tudo muda. Tudo.

Vive o momento, Now! Como diz aquela empresa de telecomunicações!

Beijinho muito azulinho, sim? ;)

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Amigão

O teu post faz-me lembrar Shakesperare: "ser ou nao ser, eis a questao"... mas depois dos mails, ja sabes o que penso ;)

Porém... e não podes mudar de trabalho sóm porque te o apontaram na adolescência? E assim mudar de vida? Tu sabes e eu também que basta sentires-te ocupado em algo que verdadeiramente gostes (mesmo com todas as reticências que aqui colocas) e esta espécie de dúvidas existenciais, vão desaparecer.

Todos os dias nos fazemos, e o que éramos aos 15 nao somos aos 25, porém, uma inconstãncia desse tamanho requer maior analise. Em última instãncia, amigão, jamais casarias, trabalharias, etc., porque... a qualquer momento podes mudar ;)

Conheço a sensação mas o Carpe Diem nao pode ser escape para tudo. SE nao um dia estás um Daniel a escrever blogs sem futuro radioso porque te entregaste sempre ao momento. Devemos ambicionar mais. Fui toda a vida demasiado modesto e reconheço que nao é bom. Nao que te falte ambição; falta-te constãncia.

aquele grande abraço e já sabes o resto ;)

Brown Eyes disse...

Querer é poder. Se hoje queres e amas uma coisa e amanhã queres e amas outra não é sinal que és uma criança mas sim que cresceste. Recordo-me de detestar melão e hoje adoro melão, apenas refinei o meu gosto. Mudar não é prejudicial se acreditarmos na mudança, prejudicial é mudarmos sem sabermos porque o fazemos ou para seguirmos alguém. Seguirmo-nos é sinal de que nos amamos e amando-nos somos felizes. Felicidade é o nosso objectivo, ou não? BJS

Karlytus disse...

Brown Eyes: concordo.. mudar para seguir alguém é sim falta de personalidade.. mas mudar pode significar evolução, e é com orgulho que digo que tenho mudado imenso.. hoje sou mto aquilo que quero ser.. e ainda tenho um longo caminho pela frente.. ;)
beijokas azulis!

Daniel: comparares-me, ou melhor fazer-te lembrar Shakespeare é um daqueles elogios hein? ;)
Sim, sabes q concordo contigo.. Carpe Diem é mto bonito mas nem sempre é a solução.. apesar de tudo acho q nem tudo depende de nós..

constância.. sabes, acho q é mm isso q me falta..
mas será q algum dia a vou ter? ;)

Obrigado pelas tuas palavras.. Um abraço!

Shopia: é verdade, há q viver o momento! o melhor q conseguirmos.. e nos deixarem.. hehe ;) é verdade a VODAFONE tem um lema mto fixe.. ;)
beijinhoooo

Brown Eyes disse...

Desculpa estar a intrometer-me mas eu penso que o facto de mudarmos não significa que não tenhamos constância, persistência e firmeza. Sou uma pessoa insatisfeita, que ando sempre à procura de mais e mais, principalmente no conhecimento, e não me considero inconstante. Considero-me insatisfeita e ainda bem porque quem está satisfeito não procura conhecer e acaba reduzido a zero. Hoje, mais que nunca, com o desenvolvimento tecnológico, se não fosse a nossa vontade férrea de aprender, de mudar, estaríamos numa prateleira. A firmeza quer-se nos valores em que acreditamos, nesses continuamos firmes, até porque quem tem vontade não se deixa influenciar pelo poder. Pessoas que sabem o que querem são persistentes e firmes, nunca inconstantes. Há quem confunda desenvolvimento, ocasionado pelas mudanças que vamos instalando, com falta de constância. São coisas bem diferentes que nada têm a ver uma com a outra. Karlytus desculpa a intromissão entre ti e o Daniel mas…melhor esclarecer estas confusões que se geram. Continua a ser o que queres porque nada nos pode dar mais orgulho e felicidade.

Karochinha disse...

Amigo Karlytus, que saudades...de te ler por aqui!!!!

Quanto à tua pergunta, o famoso "para sempre" das histórias de fantasia e das princesas é-nos ensinado desde pequenos, que o amor pode durar para sempre. É realmente difícil encontrar esse Amor, essa infinitude que não acabará jamais, mais complicado é fazê-lo existir como um Amor puro, belo e perfeito.
A verdade é que o "sempre" existe enquanto o sentirmos, desejarmos e quisermos.

Mas tens razão, somos ainda muito novos para saber o quanto é "para sempre"!

Beijocas ;)

Karlytus disse...

Brown Eyes: N tens q pedir desculpa por participares na conversa sobre o tema.. eu é que te agradeço.. pois também assim “mudamos”.. ;)
adoro conversar e ouvir diferentes opiniões.. além do que existem várias maneiras de abordarmos uma mesma questão e dependendo do ponto de vista as ilações que tiramos são bem diferentes.. não me considero uma pessoa sem ideias, muito pelo contrário, porém não tenho qualquer tipo de pejo em mudar de opinião consoante me dão novos factos e ou perspectivas..

Concordo contigo no que dizes e identifico-me com o q escreveste.. penso porém que a “constância” que o Daniel falava (pelo menos foi o que entendi das suas palavras) tinha mais a ver com o facto de se tornar cansativo viver sempre na paixão.. ;)

Obrigado mais uma vez..

Um beijinho azuliiii!


Karochinha: e eu q saudaaaaaaaaades de te ler por aqui..  tu conheces-me e sabes q por mais q saiba q n devia acreditar em princesas no fundo guardo em mim (cada vez mais fundo..) essa (quiçá vã) esperança.. que fazer o homem é romântico!! Lool

Beijiiiiinho azul e tudo tudo a correr (devagar, pois c os saltos q andas a usar é perigoso ok?) mtooo bem!

Daniel Silva (Lobinho) disse...

Brown Eyes

Discordo da tua opinião, e como parece que os diferentes pontos de vista ajudam também no crescimento, deixo aqui mais explícito o meu.

Antes de mais confundes montes de coisas. Metes valores, firmeza, constância, vontade de mudar, luta... tudo no mesmo saco, e isso é o pior que se pode fazer porque ainda turva mais a perspectiva ;)

Escreves:
"o facto de mudarmos não significa que não tenhamos constância, persistência e firmeza."

Quem disse o contrário?

"Sou uma pessoa insatisfeita, que ando sempre à procura de mais e mais, principalmente no conhecimento, e não me considero inconstante".

Eis a tua primeira confusão: tentarmos ultrapassarmo-nos e ir mais além, ambicionar, não tem nada a ver com (in)constância. Insatisfação e inconstância são coisas completamente diferentes.


"Considero-me insatisfeita e ainda bem porque quem está satisfeito não procura conhecer e acaba reduzido a zero."

Uma vez amis: constância e satisfação são coisas completamente diferentes.


"Hoje, mais que nunca, com o desenvolvimento tecnológico, se não fosse a nossa vontade férrea de aprender, de mudar, estaríamos numa prateleira. A firmeza quer-se nos valores em que acreditamos, nesses continuamos firmes, até porque quem tem vontade não se deixa influenciar pelo poder."

De acordo, claro. Mas uma vez mais confundes vontade de aprender com (in)constância.


"Há quem confunda desenvolvimento, ocasionado pelas mudanças que vamos instalando, com falta de constância. São coisas bem diferentes que nada têm a ver uma com a outra".

Tal como escrevi no comentário ao Karlytus, todos os dias nos fazemos, e o que éramos aos 15 nao somos aos 25, porém, o tipo de discurso do post pareceu-me requerer uma maior análise já que, em última instância, se formos por hoje isto, amanhã aquilo,jamais casariamos, trabalhariamos, etc., porque... a qualquer momento podiamos mudar. Ou seja, falo nas traves mestras, não na mudança que todos os dias se opera em nós ainda que inconscientemente.

E por fim, nada disto tem a ver com valores. Eu li atentamente o post do karlytus e por vezes dizemos mais do que aquilo que supomos, e nesse sentuido dei a minha opinião. Por vezes nem nós nos sabemos expressar bem no que sentimos e quem está de longe, se tiver algumas ferramentas, vê melhor. Daí que julgo ter dado o meu humilde contributo, mas quero fazer-te um forte reparo: os valores e os princípios, a firmeza de carácter , nada têm a ver com constância ou falta dela. E pelo que "conheço" do Karlytus, muito menso nele. Pelo contrário.

Bem, Karlytus, agora sou eu que peço desculpa pela intromissão, mas não gosto de deixar as coisas pouco claras.

Abraço

Karlytus disse...

“A falar é que a gente se entende” ou não.. lol sim, porque as palavras são metade nossas e metade de quem as ouve (ou neste caso as lê) e a acrescentar ainda temos o facto de por vezes não encontrarmos as mais apropriadas (e na minha opinião por vezes nem existem..) para transmitir o que realmente queremos..

Por tudo isto consegui (ou penso.. lol) entender o que cada um disse e daí o ter usado uma palavra para chamar um pouco a atenção disso mesmo: “contexto”. É muito importante.. por vezes falamos em alhos e o outro ouve bugalhos.. e a culpa não é necessariamente sempre do que fala.. e vice-versa.. ;)

Seja como for, o meu obrigado Daniel, por vires aqui esclarecer algo que te parece ter ficado um pouco turvo..

Todas as opiniões serão sempre bem vindas tendo por base o respeito e o direito à diferença. Da minha parte só tenho a agradecer-vos.. pois, repetindo-me : e assim também eu cresço.. ;)

Um abraço Daniel!

NoGuerra disse...

Sou da opinião que mudanças fazem falta e FAZEM BEM!
Não vejo isos como uma falta de caracter e sim uma pessoa com uma visão aberta a mudanças que possam surgir, sejasm elas internas ou externas.
É assim que vejo.. TE vejo... uma mente aberta!

Força primo!
Beijocas aromáticas de saudades***

Daniel Silva (Lobinho) disse...

karlytus

Passa no meu canto. tens la um abraço

Karlytus disse...

NoGuerra: Ola "prima"! Tudo bem?

obrigado.. sim, tb é assim q me vejo.. ;)

Um beijinho mtooo grande!

Sophia disse...
Este comentário foi removido pelo autor.